15 motivos para marcar sua consulta com o cardiologista



Como está a saúde do seu coração? Esse é um órgão fundamental para o funcionamento do nosso corpo e precisa de total atenção. No artigo de hoje vamos listar 15 motivos para você marcar sua consulta com o cardiologista. Confira!


Sinais ou sintomas


1) Dor torácica (dor no peito / tórax).

2) Dispnéia (falta de ar).

3) Síncope ou pré-síncope (desmaios com perda de consciência).

4) Palpitações (coração batendo muito rápido, muito devagar ou de forma irregular).

5) Edema em membros inferiores (inchaço nos pés, nos tornozelos ou nas pernas).

6) Cianose ou palidez cutâneo-mucosa (dedos dos pés ou das mãos azulados ou arroxeados ou extremidades muito pálidas).


Doenças pré-existentes (fatores de risco)


Os fatores de risco que mais exigem atenção do cardiologista são:


7) Hipertensão (pressão alta).

8) Diabetes (glicose alta).

9) Dislipidemia (colesterol ou triglicerídeos altos).

10) Tabagismo (fumo).

11) História familiar de doença coronariana.


Antes de

12) Realizar uma cirurgia (avaliação pré-operatória / risco cirúrgico).

13) Antes de iniciar a prática de atividades físicas.


Depois de

14) Ter apresentado COVID-19 (um percentual considerável de pacientes que apresentaram COVID-19 podem, no período pós-infecção, apresentar alguma complicação relacionada com doenças cardiológicas).


E por último, mas não menos importante, mesmo sem nenhum dos 14 itens acima listados, pode ser necessário colocar em dia o seu


15) Check-up / Exames periódicos (Exames preventivos ou de rotina).


De quanto em quanto tempo devo visitar o médico cardiologista?


Habitualmente, pessoas sem nenhum problema de saúde, visitam o médico cardiologista uma vez por ano, ou no máximo, uma vez a cada dois anos.


Os demais pacientes precisam ir mais frequentemente e isso será determinado em cada consulta, pelo médico cardiologista, com base nas informações disponíveis de cada caso individual.


Conclusão


Como vimos, o coração é um órgão fundamental e precisa de atenção, principalmente se você apresenta sinais/sintomas ou fatores de risco. Por isso, visite o seu médico cardiologista e cuide da sua saúde!